quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Wish It Were You - Capítulo 3

Anteriormente...
- Eu não sabia que você era fã da Miley. – disse Demi, sorrindo. Não vou resistir, não vou. – E dos Jonas... Mas só tem fotos do Nick.


- É que eu tenho uma queda por ele. – disse simplesmente. Vi o sorriso de Demi desaparecer e em seguida, ela entrou no meu closet. Tava vendo coisas demais.
- Uma queda pelo lindo do Nick... Quem não tem, né? – perguntou Dallas, jogando-se em cima da minha cama. - Sua cama é boa.
- Dallas você é muito folgada. – vociferou Demi, saindo do meu closet.
- Então... Isso é muito estranho. – disse, e elas olharam pra mim. – Eu não sabia de nada disso. É muito confuso.
Pulei na minha cama, ao lado de Dallas.
- Eu entendo. – disse Demi, sorrindo. Cara, ela podia parar de sorrir, né? Eu não ia aguentar ficar tão perto dela.
- Vamos fazer alguma coisa pelo amor de Deus. – disse Dallas. – Que tal um filme?
- Não Dallas, filme agora não. – disse Demi, interessada. – Vamos conversar. Quero saber mais sobre a (seu nome).
- Sobre mim? – perguntei.
- É, tem outra (seu nome) aqui? – brincou Demi, sentando-se na cama ao meu lado. Fiquei no meio, entre ela e Dallas.
- Bom, tenho 19 anos, acabei o colegial agora. Aleluia Senhor. – brinquei, fazendo elas rirem. – Sei tocar violão, baixo e guitarra. Gosto de escrever, então possivelmente pode ter várias coisas escritas nas minhas agendas. Segundo minha mãe, serei uma médica.
- Por que segundo a sua mãe? – perguntou Demi.
- Eu queria, quando criança. Acho lindo salvar vidas. – dei um sorriso e olhei pra Demi. Ela fazia aquilo. – Mas eu acho que encontrei outras formas de fazer isso. Através da música. Só que ela não entende.
- Ai meu Deus, você canta? – perguntou Demi, animada. – Eu sou cantora... 
Era esse o momento certo pra falar que eu sabia? Que eu era lovatic? Não sei.
- É, eu já vi você em Glee. – menti, eu gostava de Glee sim, mas tinha parado de ver fazia um tempo e voltei a ver novamente por causa da Demi. – Aliás, você canta muito bem.
Vi Demi sorrir, um sorriso de Sunny.
- A comida está na mesa. – interrompeu minha mãe. Assentimos e fomos comer.
- Você vai comer só isso querida? – perguntou meu avô.
- Vou sim, já comi alguma coisa no shopping. Estou sem fome. – disse, simplesmente.
Comemos em silencio, sentados na grande mesa que havia lá na minha casa. Até...
“I'm losing myself. Trying to compete. With everyone else.”
Era o meu celular, avisando que eu tinha recebido mensagem. Corri até o quarto. Droga. Agora ela iria saber da pior forma sobre meu fanatismo. Voltei à sala segurando o celular, e o colocando no silencioso. Não queria mais sustos.
Demi continuava comendo como se nada tivesse acontecido. Respirei aliviada. Fazendo um barulho imenso.
- Desculpa. – disse, envergonhada. Finalmente li a mensagem.
“Amor da minha vida, saudades de você. Ta em casa? Posso ir ai?”
Sorri abobalhada, era o Rod. E eu estava morrendo de saudade dele.
- Eu vi o toque do seu celular. – sussurrou Dallas, pra mim. – Depois me explique direitinho. Não sabia que você era lovatic.
- Quem disse que eu sou? – praticamente gritei. Vi a cara de Demi se fechar, será que ela havia escutado? Acho que não. – Deixa de ser chata Dallas.
               Dallas riu. Voltei minha atenção para o celular, respondendo Rod. Não demorou nem dez minutos e a campainha tocou. Já estávamos na sala, conversando sobre um assunto qualquer que eu não lembro, estava prestando atenção na Demi.

Demi Lovato narrando.
               Estava bastante incomodada, não sei por qual motivo, desse “amor” todo de Dallas com (seu nome). Droga. Dianna e Mad estavam no quarto, a mãe de (seu nome) voltara para o trabalho e o avô dela havia saído. Estávamos apenas nós três, na sala. (seu nome) se levantou rapidamente assim que a campainha tocou. Será que ela estava esperando alguém?
            Do lugar onde estava sentada vi (seu nome) pular em cima de alguém. Inclinei-me em cima de Dallas para que eu conseguisse ver quem era.
- Vamos ser menos curiosa querida... – disse Dallas, rindo.
- Dallas, como se você não fosse curiosa. Agora me deixa. – disse, foi quando vi a porta se fechar. Sentei-me novamente como se nada tivesse acontecido.

 (seu nome) narrando.
           Assim que fechei a porta, pude notar que Demi estava me olhando. Devia ser coisa da minha cabeça. Acho que estava ficando louca devido à quantidade de imagine que eu havia lido que estava imaginando coisas mesmo. Rod me encarou assustado assim que viu Demi ali, na minha sala.
- Você sequestrou a Demi Lovato (seu nome completo)? – perguntou Rod, em português. – Sempre achei essa sua loucura por ela enorme. Mas sequestrar a menina? Como eu vou te livrar dessa enrascada?
Fechei os olhos, bufando. Demi me encarava sem entender nada.
- Bom Rodrigo, essa é a Demi sim e ela é minha prima. – disse em inglês, o encarando.
- Pri-prima? – perguntou Rod, já em inglês. – Isso não vai prestar. Cadê a Larissa?
- Já foi pra casa. – disse, e vi ele colocar as mãos na cabeça. – Deixa de drama garoto, depois eu te explico tudo, agora calado. – disse, em português.
- Será que vocês podiam falar em inglês? – perguntou Dallas, curiosíssima.
- Claro. – disse Rod. – Eu sou o amigo dessa criança aí.
Fiz bico e Rod me abraçou.
- São tantas emoções... – cantarolei, feito o Roberto Carlos. Rodrigo riu. – Então... Vamos pra piscina?
- Cara, não entendo esse seu amor por água. – comentou Rodrigo.
- Na verdade é que eu quero ver seu corpo sensual de cueca. – disse e pisquei pra ele. Dallas riu, enquanto Demi continuava séria. – Vocês vão vim?
- Claro. – respondeu Demi rapidamente. Aquilo foi estranho. – Você também vai não é Dallas?
- Na verdade... – começou Dallas, olhando pra Demi em seguida. – Claro que eu vou.

Demi Lovato narrando.
                    Não estava gostando nada desse Rodrigo. Ele sabia o meu nome. Será que ele era um lovatic? Assim que (seu nome) perguntou se iríamos disse que sim rapidamente. Sabe lá o que eles iam aprontar naquela piscina. Ela era minha prima, então eu tinha que cuidar dela, certo?
- Vai você primeiro Rodrigo. – disse (seu nome), enquanto lhe entregava uma roupa de banho. Ele tinha roupa na casa dela?
- To sentindo falta de alguns posters aqui. – disse Rodrigo. (Seu nome) jogou uma almofada nele e ele entrou no banheiro.
- Vou me trocar no closet. – disse Dallas, já com o seu biquíni em mãos.
Ficamos apenas eu e (seu nome). Ela me encarava sorrindo. E que sorriso.
- Demi, eu tenho que te contar uma coisa... – começou (seu nome).
- Uma coisa? – a incentivei a falar.
- Espero que não me ache uma louca, ou algo do tipo... – disse (seu nome), receosa. Eu estava com medo do que ela iria me falar. – Eu sou uma lovatic...

NA: Vocês já notaram que eu amo um suspense, né?? Também amo comentários, então deixe o seu ai. Fiquei muito feliz com os comentários do outro capítulo. Obrigada meninas \õ/

10 comentários:

  1. ahhhhh vamos gata continue estou ansiosa para o proximo
    e sim estou aqui no seu imagine yaaaay u.u
    e eu tbm estou viciado no seu acredita? hahaha
    vamos continue amora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou continuar gatona. Sério? Feliz que vc tenha gostado dele, obrigada mesmo. Isso é mt importante pra mim. Hoje eu posto um cap. novo. :) Obrigada.

      Excluir
  2. Yayy eu tbb estou viciada neste imagine , aa por favor poata maiss hjjj porr favorr ^_^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owwwn, feliz que vc tenha gostado do imagine. Vixe, não deu pra postar ontem, mas eu posto hoje. >< Obrigada aninha :)

      Excluir
  3. Respostas
    1. Anony, vou postar ainda hoje. Obrigada :))

      Excluir
  4. AaaAa sacanagen sua parar ai :c. Continua pf

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sorry. kkkkk Vou continuar sim. Posto ainda hoje, eu juro.

      Excluir
  5. Notei sim que vc ama suspense e comentários mas....notei também que voce é muito má ~biquinho ~ Continuaaaa please

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkk Eu sou um pouquinho má, amo suspense. Fazer suspense é vida. Mas sou legal, eu juro. Continuo sim, hoje mesmo eu posto. ><

      Excluir